5 Dicas para usar Tapetes em ambientes pequenos

Os espaços residenciais estão diminuindo cada vez mais, sobretudo em grandes centros urbanos onde cada metro quadrado é disputadíssimo. Na decoração, existe uma dúvida com relação ao uso de tapetes em ambientes pequenos, mas, esse não é um problema, pois há truques para não errar no tamanho e combinar estilos e formas.

Pode não parecer, mas ao contrário do que muitas pensam imaginam, o tapete não é apenas um acessório para promover conforto, ele é capaz de mudar por completo o conceito da decoração, além disso, delimita os ambientes.

Portanto, para aproveitar esse toque mágico que o tapete pode fazer para os ambientes, inclusive nos espaços pequenos, é preciso saber combinar todos os atributos para a escolha certa, desse modo, é possível proporcionar o efeito desejado.

Tapetes redondos, quadrados, retangulares e de formas inusitadas, sem mencionar a questão dos tamanhos. Realmente, na hora de escolher um tapete, qualquer um fica confuso e sem saber o que de fato é a melhor opção.

Todavia, existe alguns cuidados que você pode adotar na hora de comprar e usar tapetes em ambientes pequenos sem medo de errar, confira:

1. Escolha do tamanho ideal

Na realidade, o problema não está no tamanho do ambiente, mas sim, do tapete. É justamente por isso que as fábricas desenvolvem peças de inúmeras medidas, o objetivo é atender ambientes de todas as metragens.

O primeiro passo é medir os cômodos e a mobília onde você deseja colocar o tapete.

Por exemplo: Na sala de estar, as poltronas, sempre devem ficar inteiras em cima do tapete, no caso do sofá, o tapete deve entrar uns 20 cm debaixo dele.

Na sala de estar, o tapete deve cobrir a mesa toda, sobretudo as cadeiras quando estão em uso.

Em mobílias que estão encostadas na parede, a peça deve ficar com a borda aproximada, pois se tiver um vão, vai dar impressão que o ambiente está dividido.

Via de regra, o tapete deve ser 20 cm maior que a área demarcada na sala de estar e uns 50 cm na sala de jantar. É preciso medir com atenção, imaginar que a peça não pode atrapalhar no manejo de cadeiras ou qualquer outro móvel.

Nos quartos pequenos, usar uma passadeira em cada lado da cama é uma solução para oferecer conforto térmico e decorar.

Tapetes pequenos dão a impressão que o ambiente é cheio de divisão, por isso, esse é o detalhe mais importante na hora de escolher a peça ideal, ela precisa dar amplitude, por isso existe as medidas adequadas.

2. Cor e textura

Obviamente que o tapete precisa combinar com a mobília e outros objetos do ambiente. No entanto, a criação de contraste com o piso pode dar uma falsa ilusão de uma espaço maior, o que é favorável.

Nas salas, prefira tapetes felpudos, são mais confortáveis.

Salas de jantar – Cores claras e de preferência, de fibra natural para deixar o ambiente mais sofisticado.

Quartos – Pode usar nylon e outros tecidos sintéticos.

Os tapetes de diferentes ambientes não precisam necessariamente combinar entre si. Busque um dominador entre eles, que seja na cor ou textura.

3. Formatos

O tapete deve ter a proporção correta, o mais usual é o formato quadrado, isso serve para ambientes de todos os tamanhos, inclusive os pequenos, pois eles dão uma impressão de amplitude.

Os tapetes redondos são mais difíceis de combinar, pois isso, são mais indicados para quartos infantis, hall de entrada ou em ambientes que cabem somente esse modelo.

No entanto, é preciso lembrar que as regras de tamanho também se aplicam ao estilo redondo.

4. Avalie o tipo de piso

Na hora de usar tapetes em ambientes pequenos é importante ter atenção sob que piso eles ficarão.

Mármore, granito, assoalho, porcelanato e cerâmicas combinam com qualquer tipo de tapete, seja em formato, textura ou cor.

No entanto, o parquê, ladrilhos e mosaico só ficam bem com tapetes de cor neutra e completamente lisos, caso contrário, é muita informação.

5. É recomendado fixar o tapete no chão

Um tapete que se move conforme as pessoas se movimentam não é recomendado para nenhum ambiente, especialmente os pequenos que conferem uma sensação de aperto quando há algum tipo de bagunça.

Para evitar que isso aconteça, você pode colocar feltro embaixo do forro para aderir melhor ao chão.

Para ambientes onde tem muito tráfego, são indicados o uso de fita dupla face.

Lembre-se que as peças devem ser lavadas em lugares especializados para que tenham longa vida útil. É ideal que sejam aspiradas sempre que possível e pelo menos 1 vez ao ano sejam higienizadas para que a sujeira não impregne.

Fonte: https://fynedecor.com.br/